Festa da Penha 2021 acontece em formato híbrido

A maior festa religiosa do Espírito Santo e a terceira maior festa mariana do Brasil – a Festa da Penha – chega a sua 451ª edição neste ano e ainda em meio a pandemia de Covid-19 inova mais uma vez: de 04 a 12 de abril de 2021 a programação será realizada no formato híbrido (com a presença de fiéis e também de forma online). No ano passado os 450 anos foram celebrados de forma totalmente online devido a uma série de restrições necessárias para evitar a transmissão do coronavírus.

Durante o tradicional oitavário deste ano serão realizadas seis missas por dia no Campinho do Convento da Penha, contemplando 300 pessoas por horário com inscrição prévia por agendamento, em que a forma ainda será divulgada pela organização. As missas das 14h, 16h e 19h30 também serão transmitidas pelas redes sociais do Convento da Penha. Além disso, em todos os dias, às 12h, será rezado o terço junto com a consagração.

O coordenador de Pastoral da Arquidiocese de Vitória, padre Renato Criste, comenta que no ano passado a festa não pôde ser realizada no modelo tradicional com a participação física do povo e que ainda estamos vivendo o contexto da pandemia neste ano, mas com uma certa flexibilidade: “com a Graça de Deus as pessoas poderão participar esse ano porém com uma limitação de presença das missas, mas por isso mesmo estendemos os horários de missas, para que mais pessoas possam se envolver e demonstrar sua devoção a Nossa Senhora da Penha. Nosso objetivo é realizar a festa sem colocar em risco a saúde e a vida das pessoas”.

Entre as orientações gerais também estão que a celebração eucarística não poderá ultrapassar a duração de 1 hora e as equipes de canto, entre cantores e instrumentistas, deverá ser composta no máximo por 4 integrantes e assumir as duas missas vespertinas; Na missa das 19h30 e de encerramento da festa, 16h, não haverá participação do povo. Ela será exclusiva para padres, religiosos (as), diáconos, seminaristas e autoridades.

Reflexões sobre Nossa Senhora vão nortear cada dia do oitavário e serão elas: no domingo (04) “Olhar de fé e esperança”; na segunda (05) “Olhar comprometido com a transformação da realidade”; na terça (06) “Olhar compassivo”; na quarta (07) “Olhar de cuidado e atenção”; na quinta (08) “Olhar de conversão”; na sexta (09) “Olhar missionário”; no sábado (10) “Olhar de reencontro”; no domingo (11) “Olhar de recomeço” e na segunda (12) – dia da festa de Nossa Senhora da Penha – “Olhar de Festa e de Alegria”.

As áreas pastorais da Arquidiocese de Vitória vão motivar duas missas por dia, a das 14h e das 16h, e o coordenador de cada área pastoral deverá indicar ao departamento de pastoral o nome do padre que irá presidir a missa até o dia 26 de março. Os demais padres das áreas pastorais poderão concelebrar. A comissão arquidiocesana de liturgia que será responsável pela articulação com as áreas pastorais para suas respectivas missas na programação.

Confira os dias de participação de cada Área Pastoral: 

Movimentos da Arquidiocese de Vitória também participarão da programação: no sábado os deficientes farão a motivação na missa das 8h, os adolescentes e a juventude na missa das 10h e na segunda-feira, Seminário e CRB motivam a missa das 7h e as Pastorais Sociais a missa das 11h.

Confira os horários das missas a cada dia:

Domingo (04) – 06h, 08h, 10h, 14h e 16h

Segunda a sexta-feira (05 a 09) – 06h, 08h, 10h, 14h, 16h e 19h30.

Sábado (10) e domingo (11) – 06h, 08h, 10h, 14h, 16h e 19h.

Segunda (12) – 00h, 02h, 05h, 07h, 09h, 11h e 16h (encerramento).

Fonte: AVES

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook