Ser Franciscano: é isso que eu quero!

A partir do apelo que nos fez a Ordem e da ampla reflexão realizada na Província sobre esse assunto, nesses últimos anos, o Capítulo Provincial de 2009 decidiu que, a partir de 2011, a etapa do Aspirantado para os candidatos que já concluíram o Ensino Médio seja feita em Fraternidades de Acolhimento Vocacional (FAVs).

A Fraternidade de Acompanhamento Vocacional (FAV) é o lugar no qual se propõe ao jovem o acompanhamento e o discernimento vocacional. Além disso, é o lugar no qual o jovem faz a experiência concreta do nosso carisma de vida fraterna na perspectiva do “vem e vê” (cfr. Jo 1,39). Parte-se do princípio de que a melhor animação vocacional consiste no testemunho alegre da radicalidade de nossa vida franciscana, através da oração, da devoção e da vida em fraternidade e em minoridade; tendo-se consciência de que acolher os jovens na fraternidade estimula o crescimento dos próprios jovens e dos frades; acontece uma reciprocidade de crescimento e formação. A experiência numa FAV acontece em duas etapas: a primeira etapa, de aproximadamente cinco meses, num pequeno grupo, numa das fraternidades da Província para isso determinadas pelo Governo Provincial;  a segunda etapa, de aproximadamente quatro meses, com todo o grupo, numa mesma casa, provenientes das diversas experiências de fraternidade, para um tempo de entrosamento, visando valorizar a vida comunitária do próprio grupo como lugar de crescimento humano/espiritual. Terminada a etapa do Aspirantado, o Aspirante fará o seu pedido para ingressar no Postulantado.

Para aprimorar este acompanhamento, a Província mantém casas de Aspirantados onde, mediante a convivência com os Frades e a orientação de formadores, os candidatos empreendem uma caminhada de maior conhecimento de si mesmos, de Jesus Cristo e de São Francisco de Assis.

O Serviço de Animação Vocacional (SAV) tem a missão de coordenar e animar o trabalho vocacional nas diferentes frentes da Fraternidade Provincial. A Animação Vocacional, partindo do testemunho de vida dos frades, consiste em sensibilizar o povo de Deus a buscar sua própria vocação no mundo e na Igreja e em suscitar, acolher e apoiar novas vocações para a Ordem dos Frades Menores. Este serviço encontra seu vigor na atualidade e pertinência do ideal evangélico de Francisco de Assis.

10736-legend-of-st-francis-18-apparitio-giotto-di-bondone

O Serviço de Animação Vocacional, coordenado pelos animadores provinciais, num trabalho colegiado com os animadores vocacionais regionais e locais, auxilia as fraternidades a anunciarem e a proporem o projeto de vida do frade menor hoje e prepara as mesmas para acolherem aqueles que se mostram interessados pelo carisma franciscano (17).

Cada fraternidade é responsável por promover momentos de oração, encontros, tríduos ou missões populares nos tempos fortes vocacionais, nas festas franciscanas, na celebração de jubileus, profissões, ordenações e outros eventos, de tal modo que a sua preparação torna-se ocasião apropriada para despertar vocações franciscanas (18).

O Animador Local das Vocações nomeado pelo Governo Provincial tem a tarefa de dinamizar este trabalho, promover, com a colaboração de leigos, o contato e o diálogo com os jovens e adolescentes, e acompanhar os que se preparam para ingressar na formação da Província.

Se você sente em seu coração um desejo de seguir Jesus a exemplo de São Francisco de Assis, clique aqui e saiba como fazer parte da família franciscana!

Fonte: Franciscanos

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook