A História da Consagração a Nossa Senhora do Rosário

Em 07 de outubro de 1571 ocorreu uma das maiores batalhas navais da História, conhecida como Batalha de Lepanto. Nela, os navios católicos, comandados por São João de Áustria, em muito menor número, venceram a esquadra muçulmana, , comandada por Ali-Pachá, cujos integrantes desejavam invadir a Europa.

Essa batalha foi marcada por uma intervenção sobrenatural de Nossa Senhora, que, aparecendo durante o fragor da luta, causou terror aos infiéis, ocasionando sua fuga desordenada e consequente derrota.

Nesse exato momento, o papa São Pio V, no distante Vaticano, quando rezava a Nossa Senhora na intenção da vitória, teve a revelação do triunfo da esquadra católica, vindo a ser confirmada somente na noite de 21 de outubro.

Em agradecimento, o papa São Pio V, instituiu “Nossa Senhora da Vitória” como uma festa litúrgica para comemorar a vitória da Batalha de Lepanto. Sem essa vitória, os muçulmanos poderiam ter conquistado grande parte da Europa.

Em 1573, Papa Gregório XIII mudou o título da comemoração para “Festa do Santo Rosário” e esta festa foi estendida pelo Papa Clemente XII à Igreja Universal. Após as reformas do Concílio Vaticano Segundo a festa foi renomeada para Nossa Senhora do Rosário. A festa tem a classificação litúrgica de memória universal e é comemorada dia 7 de outubro, aniversário da batalha.

O templo construído na Prainha passou a ter como padroeira Nossa Senhora do Rosário, como também em Vitória existe outra igreja de igual denominação.

 Fonte de Pesquisa: Jether Lima, 16/05/2011

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook