7 de setembro: “Grito dos Excluídos” será realizado em Vitória

Paz e Bem.

Os gritos de excluídos e excluídas são múltiplos e diversos: pela educação inclusiva; por justiça para os atingidos pela lama de rejeitos e até hoje desamparados; pela inclusão da população negra no foco de políticas públicas; pelos direitos de trabalhadores e trabalhadoras; pela vida da juventude negra; pela vida e dignidade das mulheres; pelos direitos dos encarcerados. Por moradia e direitos da população em situação de rua; pela vida das pessoas LGBTQIA+; pela tolerância religiosa; pelo respeito e demarcação de terras indígenas e em defesa das florestas; pelos direitos de pescadores; por emprego e renda; por justiça social.

Todos esses gritos e outros mais se encontram no 27º Grito dos Excluídos: “vida em primeiro lugar” O movimento, que promove atos desde 1995 sempre no dia 7 de setembro para lembrar aquelas e aqueles que são considerados à margem da sociedade, faz ecoar a “luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda já!”

Na Arquidiocese de Vitória, consta do Plano de Pastoral Arquidiocesano 2020-2023 e todos os segmentos arquidiocesanos, pastorais, movimentos, equipes de serviço estão convidados a serem voz dos desassistidos, em solidariedade a participar da manifestação. A organização está por conta do Vicariato para a Ação Social, Política e Ecumênica, mas a convocação é do Fórum Igrejas e Sociedade, composto por diversas denominações religiosas, dezenas de movimentos populares, sociais e sindicais.

O 27º Grito é um processo de construção coletiva, uma manifestação popular carregada de simbologia, que se entende como espaço de animação e profecia, aberto e plural. É uma articulação que parte de baixo, das bases. É um grito que parte dos excluídos que se articulam para que sua voz seja ouvida.

O Grito conclama a todos/as a defenderem os territórios e o direto à Terra, ao Trabalho e à Moradia, na cidade e no campo, os rios e as florestas, por dignidade e acesso aos diretos básicos de segurança alimentar, soberania popular, protagonismo das juventudes e das mulheres, denunciando as estruturas que geram desigualdade e exclusão, especialmente na pandemia do COVID-19.

Em Vitória o Grito dos Excluídos será a partir das 8h desta terça-feira (7 de setembro), nas ruas do Centro da Capital até a Câmara Municipal. A concentração será às 8h30 na Praça Getúlio Vargas no Centro e a caminhada com cantos e reflexões vai até a sede da poder executivo e legislativo municipal. Lá haverá um desagravo ao grande articulador dos gritos passados, Lula Rocha, com um ato religioso final e dispersão dos participantes.

Os/as participantes, na medida das suas possibilidades, são convidados a doar alimentos não perecíveis, que serão revertidos à Campanha Paz e Pão. Como gesto profético de que nosso povo grita por alimentação, não por armas, ao final do Grito serão distribuídos 500 kg de feijão para a população carente.

SERVIÇO

27º GRITO DOS EXCLUÍDOS

Vida em primeiro lugar | Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda já!
Quando: Terça-feira (07/09), a partir das 8h30.
Onde: Concentração na Praça Getúlio Vargas, no Centro de Vitória.
Como assistir: pelas redes sociais do Convento – Youtube, Instagram e Facebook.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook