#tbt da Festa de São Francisco com os frades do Convento

Paz e Bem!

No #tbt desta quinta-feira vamos recordar a Missa da Festa de São Francisco de Assis deste ano. Dia importantíssimo para todos os membros da Família Franciscana, os frades, as irmãs clarissas, os irmãos da Ordem Franciscana Secular e todos os que compartilham desse carisma.

Neste dia, os frades da nossa Paróquia subiram até o Campinho do Convento da Penha e juntamente com a fraternidade de lá celebraram a Festa de seu Pai Seráfico.

Na acolhida, feita por Frei Alessandro, ele pediu para que as pessoas cultivem um coração franciscano inteiramente voltado para a bondade, a beleza e a preservação da natureza. A Missa foi presidida por Frei Clarêncio Neotti. Os demais confrades do Convento e da Paróquia, também se fizeram presentes.

No início da Celebração Eucarística, Frei Clarêncio falou da graça de celebrar Francisco de Assis acompanhados do irmão vento no Campinho, que é normalmente aprisionado dentro da Igreja e soltado aos poucos pelo ar condicionado e que naquele dia, estava livre entre os presentes. Ele pediu para que esse vento ajude como asas de anjo a levar a Deus as orações e lembrou que esse vento convida a todos a respeitar todas as criaturas assim como o Santo celebrado.

A liturgia do dia foi especial da Festa de São Francisco de Assis e toda conduzida pelos frades franciscanos. No início de sua homilia, Frei Clarêncio lembrou que a primeira imagem de que se tem registro que chegou no Brasil, é uma imagem de Francisco, em 1503. Ele também lembrou que ainda antes disso, os franciscanos já estavam presentes no país pois eles vieram juntamente com Pedro Álvares Cabral, sendo a única ordem que nunca deixou o local. “Não se pode escrever a história do Brasil sem os franciscanos.”

A regra e a vida dos frades menores é esta: observar o Santo Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo. Francisco viveu num tempo em que a pregação do Evangelho estava enfraquecida, ressaltou o frade.

Francisco, era um homem cheio de Deus, pleno. “Os frades que conviveram com ele sabem que ele todos os dias e continuamente falava de Jesus. Sua boca falava da abundância de seu coração. Seu coração extravasava de amor por Jesus. Possuía Jesus de muitos modos, levava sempre Jesus no coração, Jesus na boca, Jesus nos ouvidos, Jesus nos olhos, Jesus na mão, Jesus em todos os seus membros.”

Ao final da Missa, o guardião do Convento, Frei Paulo Roberto, pediu um salva de palmas a Frei Clarêncio que presidiu a celebração e disse “Entre nós aqui ele é o mais antigo em profissão franciscana.” Ele também recebeu com alegria o menino Davi, que foi ao Convento naquele dia vestido de São Francisco e que junto dos frades, tirou uma linda foto para guardar de recordação deste dia tão especial. O guardião também pediu para que os fiéis rezem sempre pelos freis para que “a gente ‘possa’ ser muito mais feliz seguindo o exemplo de Francisco de Assis.”

A benção final foi a de São Francisco, que na verdade, é a benção de Arão, irmão de Moisés. Os frades estenderam as mãos sob os fiéis e os fiéis as suas sob os freis e responderam amém a cada invocação. Confira algumas fotos.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook