Frades do Espírito Santo se encontram em Capítulo Regional

Paz e Bem!

Os frades das três Fraternidades do Espírito Santo, sendo elas, da Paróquia Santa Clara (Colatina), da Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Vila Velha) e do Convento da Penha, se reuniram nesta segunda-feira (16) para mais um Capítulo Regional dos Franciscanos. O Regional aconteceu no Santuário Divino Espírito Santo, no Centro da cidade canela-verde e ocorreu ainda em meio às comemorações de uma semana franciscana, após os festejos de Santa Clara de Assis.

É importante ressaltar que o encontro é o único acontecendo de forma presencial, uma vez que as restrições sanitárias colocadas pelas autoridades de saúde impossibilitam a reunião de muitas pessoas. Como a fraternidade regional do estado não é muito grande e os frades já estão imunizados (ao menos com a primeira dose da vacina contra a covid-19), as reuniões têm ocorrido de um jeito franciscanamente próprio, em fraternidade.

O tema principal do encontro foi o Capítulo Provincial que será realizado de 22 a 30 de novembro em Agudos, São Paulo. A presença do recém eleito Ministro Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, Frei Fidêncio Vanboemmel, motivou as discussões e os encaminhamentos capitulares. O Ministro veio no lugar do Frei César Külkamp, recém eleito Definidor Geral para a América Latina e Visitador Geral da Província da Imaculada, que se acidentou durante o Capítulo Geral da Ordem dos Frades Menores. “Eu vim em nome do Frei César e também como Ministro Provincial para conversar e motivar os frades para o próximo Capítulo Provincial que tem como tema: ‘juntos, nós construímos os nossos sonhos’. A minha presença foi exatamente uma presença junto aos confrades, motivá-los, orientá-los nesse processo eletivo, nesse processo do Capítulo Provincial que já está em andamento desde o início do ano”, explicou.

Frei Fidêncio comentou sobre a oportunidade de retornar ao Espírito Santo depois de alguns anos. “É uma alegria estar aqui no Espírito Santo, lugar que eu vim tantas vezes quando era Ministro Provincial durante os nove anos que exerci esse ministério. Esse regional, de fato, é o único que conseguiu se reunir porque são três fraternidades que estão se cuidado, embora a fraternidade do Convento tenha passado por momentos dolorosos, mas muitos regionais nossos estão fazendo encontros de forma virtual. Ainda assim estamos tomando todos os cuidados possíveis”, disse.

O Ministro Provincial ainda falou sobre a experiência do carisma, da espiritualidade clariana no tempo de escuridão que vivemos. “Vivemos um período extremamente difícil na humanidade. Radicalismos, fechamentos, ideologismos que muitas vezes presenciamos… Com isso, Clara de Assis e São Francisco também, são respostas, provocações para nós frades menores sermos luz e esperança para construirmos uma nova humanidade. Nós não podemos continuar como estávamos antes ou como era antes, o próprio Papa Francisco nos lembra: ‘dessa pandemia, ou saímos melhores ou nos tornamos piores’”, enfatizou.

De acordo com o Coordenador do Regional e Pároco da Paróquia do Rosário, Frei Djalmo Fuck, esse segundo encontro neste ano de 2021 acontece numa ocasião oportuna de encontro e de viver a fraternidade. “O Regional é sempre um tempo de encontro, de partilha das nossas vidas, um tempo de oração e sobretudo, esse, foi especial pois recebemos a visita do Frei Fidêncio dando a motivação do Capítulo Provincial, explicando a forma da indicação de irmãos nossos para ocupar a função de Ministro Provincial, de Definidor, as datas do Capítulo e depois também os protocolos que vamos precisar seguir para realizar o Capítulo, até porque a Ordem exige que esse encontro seja presencial, uma vez que será eletivo, vamos eleger um novo Provincial e um novo Definitório. Vamos tomar uma série de cuidados até o mês de novembro para que essa reunião possa acontecer com segurança”, detalhou Frei Djalmo.

No início do Encontro Regional, os frades relataram intenções e experiências vivenciadas durante a Festa de Santa Clara de Assis. Os freis lembraram os confrades e padres da Arquidiocese que perderam a vida por conta da covid, como Frei Luiz Flávio Adami Loureiro (do Convento da Penha) e os jovens padres Kleber Júnior e Fernando Souza. Em seguida, entoaram canções orantes, partilharam acontecimentos em suas realidades e finalizando a primeira parte da reunião, fizeram a leitura da ata do Capítulo anterior.

Frei Fidêncio, na segunda parte, fez motivações espirituais, explicou o processo eletivo e concluiu a segunda parte do encontro. Em seguida, foram realizadas as comunicações, os avisos dos da vida e missão de cada fraternidade. O capítulo foi encerrado com uma oração final, na sequência, um saboroso almoço. No período da tarde os freis retornaram às suas respectivas fraternidades.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook