Corpus Christi: “Mistério de entrega e amor, Cristo quer nos fazer perto de cada um de seus filhos e filhas”

Paz e Bem!

Celebramos solenemente o mistério da nossa fé, nesta quinta-feira (08)! Pela manhã, as pastorais das dez Comunidades da Paróquia Nossa Senhora do Rosário se reuniram para a confecção dos tradicionais tapetes de Corpus Christi. Ao todo foram 29 tapetes pelas ruas da Prainha, chegando até a Igrejinha Matriz.

Pela tarde, os fiéis voltaram a se encontrar, agora para a Missa Solene que foi celebrada às 15 horas pelo pároco frei Vanderlei Neves e concelebrada por frei Adriano Dias, no Santuário do Divino Espírito Santo.

O Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo, sinal da unidade e vinculo de amor com toda a humanidade! A Eucaristia, atualiza o Mistério da nossa salvação e nos possibilita, no hoje da nossa história, comungar a vida divina!

O pároco iniciou a homilia saudando os irmãos das 10 Comunidades e os convidou a entrar dentro do grandioso mistério da Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo, “Mistério de entrega e amor, Cristo quer nos fazer perto de cada um de seus filhos e filhas”, disse ele.

A primeira leitura do dia nos desperta para a fé e nos faz perceber o olhar atento e instrutivo de Deus para o povo de Israel e a nós nos dias de hoje. O povo hebreu passou por muitas turbulências, mas eram guardados pelo olhar de Deus através de Moisés que cuidava de seu povo.

Ao longo do seu trajeto, perceberam que nem só de pão vive o homem, mas também do alimento espiritual que nos faz todo dia levantar e agradecer a Deus e que nos faz perceber que Ele está ao nosso lado. O Corpo e o Sangue de Cristo são a maior manifestação visível de amor que podemos ter em nossa atual realidade. Após a consagração, um punhado de farinha e água se torna o seu corpo.

No domingo anterior, celebramos a Santíssima Trindade, e este mistério, junto com o celebrado em Corpus Christi servem para serem admirados e perceber a grandiosidade de Deus. Perceber que vale a pena professar a nossa fé, que nos faz cativar quem está ao nosso redor.

A Eucaristia é pão vivo descido do céu, alimento sagrado. Após a comunhão, me torno sacrário vivo: “Eu enquanto ser humano sou morada de Deus.”

A cada missa, o sagrado se faz presente em nossa vida de forma muito mais intensa e nós somos chamados a termos esse cuidado e zelo de reluzir aquilo que o sacramento produz em nossa vida. “Quando a luz bate no ostensório, os feixes de luz refletem. Quando assimilamos o que a comunhão nos aponta, nós reluzimos e de alguma forma encantamos quem está ao nosso redor.”

O frade terminou convidando para que cada vez mais, a eucaristia nos ajude na vivência comunitária e inspire em nós uma maneira agradável, ou quem sabe atenta de intensificar a fé e manifestar nosso amor a Cristo.

Após a comunhão, os coroinhas, ministros, freis e toda a comunidade presente, saíram em procissão até a Igreja Nossa Senhora do Rosário, onde pela manhã os tapetes foram feitos. O percurso foi todo feito com músicas e orações e entre o povo, o Santíssimo Sacramento.

Ao chegar na Igreja Matriz, deu-se um momento de adoração e benção do Santíssimo, marcando assim o encerramento da Festa do Corpo e do Sangue de Cristo na Paróquia do Rosário.

Confira as fotos deste dia especial.

Compartilhe:

Facebook