Começa o Tempo da Criação neste 1º de setembro

O Papa Francisco e o Vaticano estão chamando novamente todas as pessoas católicas a participarem do Tempo da Criação ecumênico, que começa neste 1º de setembro, Dia Mundial de Oração pelo Cuidado da Criação, e encerra 4 de outubro, Dia de São Francisco de Assis.

Neste tempo, os fiéis de todo o mundo estarão se mobilizando para renovar sua relação com o Criador e toda a criação através da celebração, da conversão e do compromisso concreto.

“Uma casa para todos? Renovando o Oikos de Deus” é o tema do Tempo da Criação deste ano, que será uma oportunidade para renovar nossa relação com o Criador e com toda a criação por meio da celebração, conversão e compromisso juntos.

Mas… O que é Oikos? Em um sentido etimológico, a raiz da palavra Oikos vem do grego antigo e pode ser atribuída a dois significados: “casa” ou “família“.

Desta forma, ambos os conceitos se integram de forma muito significativa para nós, uma vez que a palavra casa se refere ao lugar físico habitado, nossa casa comum, o planeta Terra, e a família somos os que habitam a casa, todas as espécies que habitam nossa casa casa comum.

Nossa família, composta por toda a humanidade e cada uma das espécies que habitam este planeta, faz parte da nossa casa, nossa casa comum, uma casa para todos.

Nossa casa está em perigo, a crise climática provoca a perda de habitats e ecossistemas que abrigam milhões de espécies, isso também inclui o ser humano, e nossa casa está em perigo devido a desastres climáticos e conflitos, por isso precisa ser renovada.

Nosso chamado batismal nos impulsiona a renovar toda a Terra, para que a vida possa florescer.

TENDA DE ABRAÃO

O logo reflete este tema com uma tenda de Abraão, que simboliza “uma casa para todos.”

Abraão e Sara abriram sua tenda como uma casa para três estrangeiros, que depois revelaram ser anjos de Deus (Gênesis 18). Ao criar uma casa para todos, seu ato de hospitalidade radical tornou-se uma fonte de grande benção.

A tenda de Abraão é um símbolo do nosso chamado ecumênico para praticar o cuidado da criação como um ato de hospitalidade radical, salvaguardando um lugar para todas as criaturas, humanas e “mais-que” humanas, em nossa casa comum, a casa (oikos) de Deus.

Neste Tempo da Criação, pense em criar uma “tenda de Abraão” no jardim da igreja ou algum espaço verde como sinal de hospitalidade para todos os excluídos e excluídas. As comunidades podem ser convidadas para orar com ou pelos vulneráveis da comunidade. Outra opção é trazer partes da criação para dentro da tenda para rezar com você. A tenda também pode estar presente como um símbolo durante eventos ou no louvor durante o Tempo da Criação, como símbolo da intenção da comunidade em criar uma casa para todos.

A tenda de Abraão muito provavelmente era aberta de diversos lados, para que qualquer pessoa passando por ali se sentisse bem-vinda. A tenda costuma ser um emblema do diálogo, especialmente entre religiões monoteístas que surgiram de Abraão. Hoje é um sinal do nosso chamado inter-religioso e interdisciplinar para criar espaços seguros de diálogo e discernimento.

A tenda representa um lutar de abrigo ou refúgio. Ela nos liga aos sem-teto, refugiados e todos que estão em movimento deslocados pelos efeitos das mudanças climáticas. O Salmo 84 nos lembra que na casa (oikos) de Deus, até o pardal encontra uma casa para construir seu ninho e colocar seus ovos.

No Evangelho de João 1:14, lemos que “o Verbo se fez carne e armou sua tenda entre nós.” O símbolo da tenda nos recorda como Jesus veio habitar entre nós como sinal do amor de Deus. Amor é a raiz da nossa fé, que nos impulsiona a amar nosso próximo cuidando e guardando a nossa casa comum.

A tenda também é um sinal de simplicidade. Especialmente entre os jovens, a tenda e a mochila simbolizam o que é essencial, suficiente, viver apenas com o necessário e viajar sem peso pelas terras. Como as pessoas nômades e seminômades hoje, Abraão e Sara sabiam o que era ser vulnerável, dependendo da bondade do solo, respeitando seus ritmos, vivendo em confiança. A tenda é um sinal do peregrino grato que sabe que passamos por essa vida e nossa pegada deve ser leve sobre a Terra.

“Penso que padre Paolo, meu irmão, ficaria muito feliz em ver tantas Tendas de Abraão instaladas em todas as comunidades do mundo, nos lugares simbólicos de todos os continentes, tantas declarações de compromisso dos cristãos do mundo inteiro em construir uma casa para todos, em renovar os oikos de Deus, para que a hospitalidade, que é o carisma, um dos pilares da comunidade de Mar Musa, possa ser uma linha na qual todos nós nos movamos: hospitalidade é também abrir espaços, apertar outras mãos”.

CONFERÊNCIAS DA ONU

Em uma carta, o Monsenhor Bruno-Marie Duffé, Secretário do Dicastério do Vaticano para o Serviço do Desenvolvimento humano integral, convidou calorosamente a família católica global para “unir-se à família ecumênica na celebração do Tempo da Criação”, a celebração anual de oração e ação pela nossa casa comum. “Encorajamos os bispos e órgãos eclesiais a fazerem declarações para aumentar a conscientização sobre o Tempo da Criação, ajudando os fiéis a perceberem que ‘viver a vocação de guardiões da obra de Deus não é algo de opcional nem um aspecto secundário da experiência cristã, mas parte essencial duma existência virtuosa’” (LS 217).

Duffé ainda destacou como este próximo tempo ecumênico será um “momento fundamental para as comunidades católicas levantarem a voz pelos mais vulneráveis e se mobilizarem juntos diante de duas cúpulas importantes.”

Após o Tempo da Criação, a Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP26) e a Conveção da ONU sobre Biodiversidade (COP15) serão realizadas.

Duffé escreveu: “Vos convido para que participem das iniciativas de mobilização como a Petição Planeta Saudável, Pessoas Saudáveis exigindo uma ação ousada para proteger a criação, além de outras iniciativas que clamam por novos caminhos juntos.”

O Papa Francisco e o Vaticano têm demonstrado uma liderança profética em torno à celebração ecumênica de oração, ação e mobilização pela nossa casa comum.

Nos últimos dois anos, o Papa Francisco iniciou esse tempo com uma forte mensagem papal, encorajando católicos e católicas a organizarem eventos e proteger a criação de Deus. Ele também encerrou esse tempo nos últimos dois anos agradecendo os cristãos e cristãs ao redor do mundo por seus esforços.

Ajude a cuidar dos mais vulneráveis entre nós juntando-se hoje ao Tempo da Criação.

Mais informações: https://seasonofcreation.org/

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook