Frades do Espírito Santo realizam encontro regional em Vila Velha

Paz e Bem!

A vida fraterna é um dom precioso herdado pelos frades menores, a partir do ideal de Francisco de Assis. Nela está contida uma relação consigo mesmo e principalmente com os outros, sem procurar ter razão com suas próprias ideias, antes de qualquer coisa, por melhores que sejam, e muito menos impô-las aos outros irmãos. A vida em fraternidade indica uma recíproca e mútua acolhida, que não está baseada na superioridade de alguém sobre outra pessoa. A humildade nas relações permite que haja uma descentralização de si para dar mais espaço a Deus e a uma melhor atenção ao irmão que muitas vezes não pensa como eu.

Desta forma, como partilhar fraternalmente “a nossa vocação: entre abandonos e fidelidade”? A escuta recíproca, a troca de experiências e sobretudo a “Cultura do Encontro”, tão pedida pelo Papa Francisco, leva-nos a compreender com clareza como é importante uma escuta recíproca, uma reunião que congrega, que une, reflete, reza.

Os frades das três Fraternidades do Espírito Santo, sendo elas, do Convento da Penha, do Divino Espírito Santo-Santuário e de Frei Galvão de Colatina, se reuniram nesta segunda-feira, dia 8 de março, para o Capítulo Regional de Frades Franciscanos. Ao todo treze freis participaram do Encontro Regional realizado no Santuário Divino Espírito Santo, Centro da cidade Canela-Verde.

Por orientação do último Definitório, os frades abordaram temas de subsídios da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil, em seguida, após refletirem fraternalmente cada realidade, partiram para a segunda parte do encontro: a partilha da vida e missão das fraternidades.

Frei Adriano Dias do Nascimento destacou que a Paróquia do Rosário tem feito trabalho pastoral de visitar e conversar com lideranças das dez comunidades que compõem a paróquia. Segundo ele, “mesmo que estejamos no tempo da pandemia, as pessoas têm respondido e se engajado nas necessidades de evangelização, e isso é muito bom, porque assim conhecemos as realidades que estão diante de nós”.

O Coordenador do Regional e Pároco da Paróquia do Rosário, Frei Djalmo Fuck, lembrou que o Capítulo Regional também tem a intenção de ajudar a preparar o Capítulo Provincial, que será realizado de 3 a 11 de novembro em Agudos, São Paulo. “Hoje nós estamos apresentando alguns assuntos pertinentes para levarmos ao Capítulo Provincial em novembro, porque é a partir daqui que sugerimos e contribuímos com as discussões fraternas. É um espaço privilegiado para participarmos de forma democrática do Capítulo Provincial, haja vista, que ele é feito escutando as bases e os regionais”

O Encontro Regional, de acordo com Frei Djalmo, tem como objetivo principal, “incentivar a Formação Permanente dos Frades, ao mesmo tempo rezar juntos e celebrar a vida fraterna”.

Os frades de Colatina apresentaram aos confrades, como está a evangelização e a administração da paróquia, além de darem um panorama da situação diocesana após a transferência do Bispo Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, para a Diocese de Lorena-SP.

A Festa da Penha 2021 também foi tema apresentado no Regional. A menos de 27 dias (de 4 a 12 de abril) para o início da maior festa religiosa do Espírito Santo, os preparativos andam a todo vapor. A fraternidade franciscana do Estado já se comprometeu com a ajuda fraterna para as celebrações e para os eventos que estão previstos. Refletindo rapidamente sobre o tema, os freis da Penha falaram da importância do “olhar”, principalmente neste tempo pandêmico, em que fomos instados a “olhar” com mais qualidade, sorrir e dizer com os olhos, uma vez que utilizamos máscaras.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp

Facebook