Formação Um mês dedicado a Maria

Rosário da Virgem Maria

I – Os Mistérios da Alegria (segunda-feira e sábado)

1º – Anunciação do nascimento de Jesus (Lc 1, 26-38)

O Ideal: Deixar Deus-Amor se encarnar em mim mediante a Palavra de Vida

1 – O anjo Gabriel foi enviado por Deus à Virgem Maria e a saudou: “Ave (Alegra-te).”
2 – “Cheia de graça”.
3 – O Senhor é contigo!”
4 – Ela ficou muito confusa e começou a pensar qual seria o significado da saudação.
5 – Não tenhas medo, Maria. Encontraste graça junto a Deus”.
6 – Conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Ele será grande; será chamado Filho do Altíssimo… e o seu reino não terá fim”.
7 – Como acontecerá isto, já que eu não convivo com um homem?”
8 – “O Espírito Santo descerá sobre ti e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra.”
9 – “Por isso, aquele que vai nascer será chamado santo, Filho de Deus.”
10 – “Eis aqui a serva do Senhor! Faça-se em mim segundo a tua palavra”.

2º -A Visita de Maria a Isabel (Lc 1, 39-56)

A caridade: o amor contém tudo; procurar ser perfeito no amor “fazendo-nos um”.

1 – Maria partiu apressadamente para a região montanhosa, dirigindo-se a uma cidade de Judá.
2 – Ela entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel.
3 – Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou de alegria em seu ventre.
4 – E Isabel ficou repleta do Espírito Santo. Com voz forte, ela exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres.
5 – e bendito é o fruto do teu ventre!”
6 – “Como mereço que a mãe do meu Senhor venha me visitar?”
7 – “Logo que a tua saudação ressoou nos meus ouvidos, o menino pulou de alegria no meu ventre.
8 – “Feliz aquela que acreditou, pois o que lhe foi dito da parte do Senhor será cumprido!”
9 – Maria: “A minha alma engrandece o Senhor e meu espírito se alegra em Deus meu Salvador.
10 – Maria ficou três meses com Isabel. Depois voltou para sua casa.

3º – O Nascimento de Jesus (Lc 2,1-20; Mt 2, 1-18)

Fazer Jesus ressuscitado nascer em nosso meio e levá-lo a toda parte.

1 – O decreto do imperador Augusto. Também José subiu de Nazaré, na Galileia, à cidade de Belém, na Judéia, para registrar-se com Maria, sua esposa grávida.
2 – Chegou o tempo do parto. Ela deu à luz seu filho primogênito.
3 – Envolveu-o em faixas e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedaria.
4 – Havia naquela região pastores. Um anjo do Senhor lhes apareceu e lhes disse: “Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que será também de todo o povo: Hoje…nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor!”
5 – De repente, juntou-se ao anjo uma multidão do exército celeste cantando a Deus: “Glória a Deus no mais alto dos céus, e na terra, paz aos que são do seu agrado!”
6 – Os pastores disseram uns aos outros: “Vamos à Belém!” Foram, pois, às pressas e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura.
7 – Todos os que ouviram os pastores ficavam admirados. Maria guardava todas estas coisas,
8 – A visita dos Magos: “Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer? Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo!”
9 – Quando entraram na casa, viram o menino com Maria, sua mãe.
10 – No oitavo dia, quando o menino devia ser circuncidado, deram-lhe o nome de Jesus, como fora chamado pelo anjo antes de ser concebido no ventre da mãe.

4º – A Apresentação de Jesus no Templo (Lc 2, 21-40)

Ir contracorrente e ser como Jesus sinal de contradição, recordando todas as virtudes.

1 – Quando se completaram os dias para a purificação, levaram o menino a Jerusalém, para apresentá-lo ao Senhor.
2 – Ofereceram um par de rolas ou dois pombinhos, a oferta dos pobres.
3 – O velho Simeão, movido pelo Espírito Santo, veio ao Templo, tomou o menino nos braços e louvou a Deus:
4 – Agora, Senhor, segundo a tua promessa, deixas teu servo ir em paz.
5 – Porque meus olhos viram a tua salvação, que preparaste diante de todos os povos:
6 – Luz para iluminar as nações e glória de Israel, teu povo.”
7 – Simeão disse a Maria: “Este menino será causa de queda e reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição.
8 – E a ti, uma espada traspassará tua alma!
9 – Seu pai e sua mãe estavam admirados das coisas que dele se diziam.
10 – A velha viúva Ana se pôs a louvar a Deus e falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém.

5º – A Perda de Jesus no Templo (Lc 2, 41-52)

No momento presente perder tudo, como a Desolada, para ser outro Jesus.

1 – Quando Jesus completou 12 anos, seus pais foram para a festa da Páscoa, como de costume.
2 – Terminados os dias de festa, enquanto eles voltavam, Jesus ficou, sem que seus pais percebessem.
3 – Pensando que se encontrasse na caravana, caminharam um dia inteiro. Começaram então procurá-lo entre os parentes e conhecidos e voltaram a Jerusalém.
4 – Depois de três dias, o encontraram no templo, sentado entre os mestres, ouvindo-os e lhes fazendo perguntas.
5 – Todos aqueles que ouviam o menino ficavam maravilhados com sua inteligência.
6 – Quando o viram, seus pais ficavam comovidos, e sua mãe lhe disse: “Filho, porque agiste assim conosco? Olha, teu pai e eu estávamos, angustiados, à tua procura!”
7 – Ele respondeu: “Por que me procuráveis? Não sabíeis que eu devo estar naquilo que é de meu pai?” Eles, porém, não compreenderam a palavra que lhes falou.
8 – Jesus desceu, então, com seus pais para Nazaré e era obediente a eles.
9 – Sua mãe guardava todas estas coisas no coração.
10 – E Jesus ia crescendo em sabedoria, tamanho e graça diante de Deus e dos homens.

II Os Mistérios da Dor (terça e sexta-feira)

1º – A Agonia Mortal de Jesus no Horto das Oliveiras e prisão de Jesus. (Mt 26, 36-62)

Entregar-se à vontade do Pai do momento presente.

1 – Jesus levou Pedro e os dois filhos de Zebedeu consigo e começou a ficar triste e angustiado.
2 – “Estou numa tristeza mortal! Ficai e vigiai comigo!”
3 – Jesus se afastou um pouco, caiu com o rosto por terra e orou: “Meu Pai, se é possível, que este cálice passe de mim. Contudo, não seja feito minha , mas tua vontade!”
4 – “Vigiai e orai, para não cairdes em tentação; pois o espírito está pronto, mas a carne é fraca”.
5 – Jesus encontra seus discípulos três vezes dormindo e os adverte: “Não fostes capazes de vigiar uma só hora comigo?”
6 – “Meu Pai, se é possível, afaste de mim este cálice. Não seja, porém, feita a minha, mas a Tua vontade!”.
7 – Colocava a sua causa nas mão daquele que julga com justiça. (1Pd 2,23).
8 – Humilhou-se, fazendo-se obediente até a morte – e morte de cruz. (Fl 2,8).
9 – Chegou a hora! O Filho do Homem está sendo entregue aos pecadores. Levantai-vos vamos! Jesus disse a Judas: “Amigo, para que vieste?”

2º – A Flagelação de Jesus (Mt 26,65-75; 27,1-26; Is 50; 52; 53; 1Pd 2,24)

As dores físicas: doenças, cansaços unir tudo à paixão de Jesus renovada na Missa.

1 – Os sumos sacerdotes e o sinédrio o condenam, batem em Jesus.
2 – Os sumos sacerdotes e anciãos do povo o amarram, levam-no e entregam-no a Pilatos.
3 – Os guardas o recebem a tapas.
4 – Jesus é açoitado antes da crucificação.
5 – “Apresentei as costas aos que me queriam bater, ofereci o queixo aos me queriam arrancar a barba”.
6 – Ele já não parecia gente, tanto havia perdido a aparência humana.
7 – Não agradava à vista nem tinha beleza que pudesse atrair o nosso olhar.
8 – Homem do sofrimento, experimentado na dor.
9 – Ferido de morte pelas rebeldias do meu povo.
10 – Por suas feridas fostes curados.

3º – A Coroação de Espinhos (Mt 27,27-31; Is 53,7; Fl 2,7)

As dores espirituais: unir às dores de Jesus a escuridão, as provações da mente e da alma todos os esforços para fazer-nos um com os outros.

1 – Os soldados do governador tiraram-lhe a roupa e o vestiram com um manto vermelho
2 – Trançaram uma coroa de espinhos, puseram-na em sua cabeça e uma vara em sua mão.
3 – Ajoelharam-se diante de Jesus e zombavam dizendo: “Salve rei dos judeus!”
4 – Cuspiram nele e, pegando a vara , bateram-lhe na cabeça.
5 – Era o mais desprezado e abandonado de todos.
6 – Herodes com seus soldados o tratam com desprezo. Jesus não responde nada.
7 – Ecce Homo!
8 – Injuriado não retribuía injúrias; atormentado, não ameaçava.
9 – Oprimido, ele se rebaixou, nem abriu a boca.
10 – Despojou-se, assumindo a forma de escravo.

4º – Jesus, condenado, sobe ao Calvário (Mt 16,24; 27,31; 1Pd 2,24; Is 53,4)

Aceitar nossa morte, quando,como, onde ele quer. Morrer a nós mesmos no momento presente.

1 – Jesus é condenado à morte. O levaram para crucificar. Carregando a sua cruz, ele saiu para o lugar chamado Calvário (em hebraico: Gólgota).
2 – Obrigaram a Simão de Cirene a carregar a cruz de Jesus.
3 – Carregou nossos pecados em seu próprio corpo, sobre a cruz.
4 – “Mulheres de Jerusalém não choreis por mim, chorai por vós mesmas e por vossos filhos!”.
5 – Levaram também dois malfeitores para serem executados com ele e crucificaram um de cada lado.
6 – Repartiram suas vestes, tirando a sorte sobre a túnica.
7 – Pilatos mandou escrever um letreiro sobre a cruz com os dizeres: “Jesus de Nazaré, o rei dos Judeus”.
8 – Eram na verdade nossos sofrimentos que Ele carregava.
9 – “Quem quiser ser meu discípulo, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e siga-me!” (Mt.16,24).
10 – Nós nos gloriamos na Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

5º – Jesus morre na Cruz (Mt 27, 45-54; Mc 15, 34; Lc 23, 34-46; Jo 19, 25-30)

Jesus Abandonado: renovar nossa consagração a Ele e a escolha de amá-Lo sempre, logo e com alegria.

1 – Jesus é pregado na cruz, insultado e caçoado. Uma escuridão cobriu toda a terra.
2 – “Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que estão fazendo”.
3 – “Em verdade te digo, ainda hoje estarás comigo no paraíso!”
4 – “Tenho sede!”
5 – “Meu Deus, Meu Deus, porque me abandonaste?”
6 – “Eis o teu filho!” – “Eis a tua mãe!”
7 – “Pai, em tuas mãos entrego meu espírito!”
8 – “Está tudo consumado!”
9 – “Um soldado golpeou-lhe o lado com uma lança, e imediatamente saiu sangue e água”.
10 – O centurião: “Este era verdadeiramente o Filho de Deus!”

III Os Mistérios da Glória (quarta-feira e domingo)

1º – A Ressurreição de Jesus: (Mt 28, Lc 24; Jo 20; 21)

Viver o Ressuscitado: apesar de tudo, recomeçar sempre, ressurgir sempre, amando Jesus Abandonado.

1 – Ao raiar do 1º dia da semana…houve um grande terremoto. O anjo do Senhor desceu do céu, removeu a pedra e sentou-se nela.
2 – O anjo falou às mulheres: “Não deveis ter medo! Sei que procurais Jesus que foi crucificado. Ele não está aqui! Ressuscitou, como havia dito!”
3 – “Não era necessário que Cristo sofresse tudo isso para entrar em sua glória?”
4 – “Fica conosco, pois já é tarde e a noite vem chegando.”
5 – “Não estava ardendo o nosso coração, quando ele nos falava pelo caminho e nos explicava as escrituras?”
6 – “Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão”.
7 – “Eu sou a Ressurreição e a vida!”.
8 – “A paz esteja convosco!” – “Como o Pai me enviou, Eu vos envio!”
9 – “Meu Senhor e meu Deus!” – “Felizes os que crêem, sem ter visto”.
10 – “Se ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas do alto”(Cl 3, 1).

2º – Ascensão de Jesus ao Céu (Mt 28, 18; Lc 24, 51; Jo 20, 17; At 1)

“Quem não progride regride”. Hoje melhor que ontem!

1 – “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra”.
2 – “Ide, ensinai a todas as nações, batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”.
3 – “Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi”.
4 – “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo”.
5 – “Subo para meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus.”
6 – “Vou preparar-lhes um lugar… a fim de que lá onde eu estou, vós estejais também”.
7 – “Sereis minhas testemunhas… até os confins do mundo” .
8 – Enquanto os abençoava separou-se deles e foi arrebatado ao Céu. Uma nuvem o ocultou aos seus olhos.
9 – Dois homens vestidos de branco disseram: “Homens da Galileia porque ficais aí olhando o céu? . . . esse Jesus. . . voltará. . .”
10 – Deus nos ressuscitou com Cristo e nos fez sentar nos Céus em virtude de nossa união com Jesus Cristo.

3º – A Descida do Espírito Santo (At 1; 2)

Escutar “aquela voz”: agradecer ao Espírito Santo pelo dom da unidade; oferecer ao Espírito Santo a nossa vida de oração e toda a nossa união com Deus.

1 – “Enviarei a vós o Espírito da verdade…
2 – Ele vos ensinará toda a verdade”
3 – Jesus entregou (na cruz) seu Espírito.
4 – No dia de Pentecostes, os apóstolos, junto com algumas mulheres,entre elas Maria, mãe de Jesus, perseveravam unanimemente na oração no Cenáculo.
5 – De repente veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso e encheu toda a casa onde estavam sentados.
6 – Apareceram-lhes uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e repousaram sobre cada um deles.
7 – Ficaram todos cheios do Espírito Santo…
8 – e falaram em línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem (e que todos entendiam).
9 – “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles são perdoados”.
10 – “O amor de Cristo é derramado pelo Espírito Santo” (Rm.5,5).

4º – Assunção de Maria ao Céu (Lc 1; Ap 11; 12, 13, 14; Jd 15, 10)

Temos uma mãe no céu; Fazer um presente a Maria oferecendo-lhe o esforço cotidiano e nossa busca de santidade: Totus Tuus!

1 – O templo de Deus que está no Céu se abriu e apareceu no templo a arca da aliança.
2 – Apareceu no Céu um grande sinal…
3 – Uma mulher vestida como o sol…
4 – A lua debaixo dos pés…
5 – Sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas..
6 – “A minha alma engrandece o Senhor,
7 – E meu espírito exulta em Deus, meu Salvador, porque olhou para a humildade de sua serva.
8 – “Todas as gerações, de agora em diante me chamarão feliz..
9 – Porque o Todo-poderoso fez em mim coisas grandiosas”.
10 – “Tu es a glória de Jerusalém, a alegria de nosso povo”.

5º – A Coroação de Maria (Gn 3; Lc 1;2; 22,28.s; Est 7,3; 1Cor 2,9; Ap 19; 22; 23; 1Jo 3; Sl 23)

A Comunhão dos santos: tender à santidade também hoje. Para isso pedir Maria e a todos os irmã(o)s que estão no Paraíso.

1 – “Porei inimizade entre ti e a mulher, entre tua descendência e a dela, Ela te esmagará a cabeça.”
2 – “Se encontrei graça a teus olhos, rei e se te agrada, concede-me a vida e a vida do meu povo”
3 – “Eu sou a mãe do belo amor e do temor,do conhecimento e da esperança”.
4 – “Passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos” e. “Vi um novo Céu e uma nova terra. Nunca mais haverá morte nem luto nem clamor e nem Dor.
5 – “Caríssimos, desde já somos filhos de Deus.Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a Ele.”
6 – “Comereis e bebereis à minha mesa no meu reino e sentar-vos-eis em tronos, para julgar as doze tribos de Israel”.
7 – “O que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum pressentiu”.
8 – “A multidão aclamava no Céu: “Aleluia! O Senhor, nosso Deus o Todo-poderoso passou a reinar..chegou o tempo das núpcias do Cordeiro”.
9 – “O Espírito e a Esposa dizem: “Vem!” Aquele que ouve também diga: “Vem!
10 – Quem tem sede venha, e quem quiser, receba de graça a água vivificante” – “Na casa do Senhor habitarei pelos tempos infinitos”.

IV Os Mistérios da Luz (quinta-feira)

1º – Jesus é batizado no rio Jordão- o Pai revela Jesus como o seu Filho (Mt 3, 13-17)

Nossa segunda Escolha de Deus – fazer-nos um com os pecadores, não, porém, com o pecado.

1 – Jesus desce à água na fila dos pecadores.
2 – Jesus como inocente se faz pecado por nós. (2 Cor 5, 21)
3 – João reluta em batizar Jesus, mas Jesus insiste para cumprir o plano do Pai.
4 – Jesus é batizado por João Batista.
5 – Jesus se põe em oração. (Lc 3, 21)
6 – O Céu se abre. Somos convidados a fazer parte da vida da Ssa.Trindade.
7 – O Pai proclama Jesus como seu Filho predileto.
8 – O Espírito Santo vem sobre Jesus em forma de pomba e o investe como Messias.
9 – Jesus batiza-nos com o Espírito Santo.
10 – Jesus é o Cordeiro que tira nossos pecados.

2º – Jesus se revela a si mesmo nas Bodas de Caná (Jo 2,1-11)

A festa da comunhão, introduzida por Maria: Jesus em nosso meio. Fazer da Igreja “casa e escola de Comunhão”!

1 – No 3º dia houve um casamento em Caná da Galileia e a mãe de Jesus estava lá.
2 – Também Jesus e seu discípulos foram convidados para o casamento.
3 – Faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho!”
4 – Jesus respondeu:”que é isso para mim e para ti; a minha hora ainda não chegou”.
5 – Sua mãe disse aos que serviam: “Fazei tudo, o que Ele vos disser!”
6 – Estavam aí seis talhas de pedra. Jesus disse: “Enchei as talhas de água!”.
7 – Eles encheram-nas até as bordas.
8 – Jesus disse: “Agora, tirai e levai ao encarregado da festa!” E eles as levaram.
9 – Este disse ao noivo: “Todo mundo serve primeiro o vinho bom.Tu guardaste o bom vinho até agora?”
10 – Este foi o início dos sinais.Jesus manifestou sua glória e seus discípulos creram nele”.

3º – Jesus anuncia o Reino de Deus e convida à conversão (Mt 3,17;5,1)

Onde dois ou mais… O Reino de Deus é a espiritualidade de Comunhão.

1 – “Completou-se o tempo, o Reino de Deus está próximo. Convertei-vos e crede no evangelho!” (Mc 1,15)
2 – Jesus disse: “O Espírito do Senhor está sobre mim, para anunciar a Boa Nova aos pobres”. (Lc 4,17-21)
3 – “Felizes os pobres no espírito, porque deles é o Reino dos Céus”.
4 – “Eu sou a luz do mundo…Vós sois a luz do mundo”. (Jo 8,12; Mt 5,14)
5 – “Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça, e o resto vos será dado por acréscimo” (Mt 6,33).
6 – “Amarás o Senhor, teu Deus com todo o teu coração….e amarás o teu próximo como a ti mesmo”. (Mt 22,37-40).
7 – “Quem de vós quer ser o primeiro, seja o último e aquele que serve”. (Mt 20,27)
8 – “O Reino de Deus é como um semeador (Mt 13,3)…como uma rede… como um tesouro… (Mt 13,44), …como o grão de mostarda,..como o fermento…(Lc 13)”
9 – “Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome Eu estarei no meio deles!” (Mt 18,20)
10 – “Se não vos tornardes como crianças, não entrareis no Reino dos Céus”.(Mt 18,3)

4º – Jesus é transfigurado no Monte Tabor (Mt 17, 2)

A experiência mística da presença de Jesus em nosso meio: tudo se torna novo.

1 – Jesus levou Pedro, Tiago e João e os fez subir a um lugar retirado.
2 – Jesus foi transfigurado diante deles(a glória da Divindade reluz no rosto de Cristo).
3 – O rosto de Jesus brilhou como o sol. Sempre olhar para o rosto de Jesus.
4 – Suas roupas ficaram brancas como luz.
5 – Apareceram Moisés e Elias e conversaram com Jesus.
6 – Pedro disse: “Senhor, é bom ficarmos aqui!”
7 – Uma nuvem luminosa os envolvia.
8 – Da nuvem, uma voz dizia: “Este é meu Filho, o Eleito. Escutai-o!”
9 – Jesus tocou nos discípulos caídos por terra e disse: “Levantai-vos, não tenhais medo!”.
10 – “Não faleis a ninguém desta visão, até que o Filho do Homem tenha sido ressuscitado dos mortos”.

5º – Jesus institui a Eucaristia, Sacramento do Mistério Pascal (Mt 26,26; Jo 6; 13; 1Cor 11, 26)

A Eucaristia nos alimenta e nos une a Jesus Abandonado, chave da unidade com Deus e com os irmãos, e nos faz Corpo Místico de Cristo, Igreja.

1 – “Tendo amado os seus, amou-os até o fim”.
2 – Jesus lava os pés aos seus discípulos.
3 – “Dou-vos um Mandamento Novo: Amai-vos uns aos outros, como Eu vos amei!”
4 – “Tomai e comei! Isto é meu corpo, entregue por vós!”
5 – “Tomai e bebei! Este é meu o sangue derramado por vós!”
6 – “Fazei isto em memória de mim!”
7 – “Todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, anunciais morte de Cristo, até que Ele venha”.
8 – “Minha carne é verdadeira comida e meu sangue é verdadeira bebida”.
9 – “Eu sou a videira, vós sois os ramos… quem permanece em Mim e Eu nele, produz muitos frutos”.
10 – “Quem comer deste pão, viverá eternamente”.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

AGENDA PAROQUIAL 2020

Facebook