Artigos Formação

Assembleia Paroquial 2019

Desafios pastorais e suas ações concretas

PATRIMÔNIO

Manter as estruturas já existentes e reconstruir as comunidades que tem mais necessidade.

  • Planilhar as receitas e despesas de cada comunidade e promover encontros com os tesoureiros e coordenadores para partilhar as informações e trocas de experiências.
  • Definir prioridades entre as necessidades das comunidades;
  • Planejar ações, envolvendo todas as comunidades, para as arrecadações necessárias.

JOVENS

Formar o jovem para o discipulado e não só para o sacramento, criando sentido de pertença, fazendo com que as comunidades/paróquia deixem de ser, somente, local de passagem sacramental.

  • Formar lideranças fortes que possam atuar nas diversas coordenações e que tenham orientação e suporte espiritual;
  • Criar um plano pastoral paroquial para a juventude, a partir de uma assembleia da juventude, com a participação das coordenações das comunidades;
  • Fomentar a integração com as diversas pastorais, desde a catequese infantil, passando pela perseverança, crisma e grupo de jovens, até as pastorais de atuação futura.

SOCIAL

Criar uma Pastoral Social organizada (articulada) que tenha não só o trabalho focado na assistência às pessoas mais necessitadas das comunidades e atendimento aos moradores de ruas, mas também o desenvolvimento integral de nossas crianças e adolescentes.

  • Promover um fórum social com todos os coordenadores de pastorais e movimentos da paróquia e comunidades;
  • Ouvir os movimentos sociais organizados, participando de fóruns promovidos pelos mesmos;
  • Firmar parcerias com o poder público e iniciativa privada para o desenvolvimento de projetos sociais;
  • Investir em uma ação social da Paróquia, junto às comunidades, oferecendo alguma atividade/projeto que incentive a participação das pessoas, principalmente das crianças e adolescentes. Ex. escola de música

VIOLÊNCIA

Buscar ações, junto ao poder público, para as comunidades que ficam em áreas de periferia com maior marginalização, a fim de resgatar as pessoas que se afastaram pela insegurança e pelo medo.

  • Registrar as ocorrências e cobrar, como paróquia, do poder público as ações necessárias;
  • Acompanhar as pessoas que passaram por algum tipo de violência, mostrando a presença e apoio da comunidade;
  • Ajudar as famílias a buscar apoio e assistência junto ao poder público.

MISSÃO

Levar a evangelização para fora da igreja, intensificando os Círculos Bíblicos pelos bairros, tendo uma aproximação maior dos moradores da comunidade. Ser uma igreja em saída, atendendo ao pedido do Papa.

  • Formar pessoas para servir e ir em missão (principalmente com palavras e ações acolhedoras);
  • Fortalecer os Círculos Bíblicos e suas coordenações;
  • Apresentar com maior evidência o carisma franciscano, em todas as nossas atividades pastorais.

FORMAÇÃO CRISTÃ

Atualizar os ensinamentos catequéticos a partir da infância, de forma mais dinâmica, tendo uma uniformidade (sintonia) entre todas as comunidades da paróquia e despertando o interesse das crianças e adolescentes, para que queiram crescer sendo parte da igreja.

  • Fortalecer a pastoral de visitação, fazendo um cadastramento das famílias das comunidades, envolvendo-as  de forma mais ativa na formação de seus filhos;
  • Renovar e atualizar o material pedagógico da catequese, integrando as novas tecnologias;
  • Buscar novos músicos e cantores, promovendo formação litúrgica adequada;
  • Formar novos catequistas e qualificar os atuais;
  • Fortalecer e ampliar a participação entre as comunidades na preparação litúrgica para as grandes celebrações paroquiais;

ACOLHIDA

Desenvolver ações que façam com que as pessoas se sintam acolhidas e com presença/participação importante dentro das comunidades/paróquia.

  • Melhorar as estruturas físicas das comunidades para que propiciem maior bem-estar às pessoas que participam das celebrações. Ex. condição dos bancos, temperatura, etc.
  • Fazer as reuniões dos conselhos comunitários mais participativas, com sugestões, debates de ideias e exposição dos pontos positivos e negativos, indicando o que pode ser melhorado em cada pastoral;
  • Fazer com que todos os membros das comunidades tenham um acolhimento cordial e não apenas delegar tal ministério para a Pastoral da Acolhida. Ser uma Igreja acolhedora.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

AGENDA PAROQUIAL 2020

Facebook