Paróquia em Ação

Quarto Domingo do Advento

Plenitude dos tempos

No último domingo do Advento, que muitas vezes cai, como neste ano, na véspera do Natal, os textos litúrgicos estão inteiramente voltados para o mistério da Encarnação. E não podia ser diferente, porque toda a grandeza de Maria provém de sua maternidade divina, desde sua conceição imaculada, passando pelo parto virginal, até sua assunção em corpo e alma ao céu. A encarnação era do Filho de Deus. Por isso Lucas usa a figura do anjo, mensageiro de Deus, para anunciar às criaturas os grandes e excepcionais acontecimentos. O anjo se chama Gabriel. Como Lucas pode saber o nome do anjo? Desde o profeta Daniel (Dn 8,16-26), que vivera uns 500 anos antes de Cristo, se dava o nome de Gabriel ao anjo de Deus que anunciaria os últimos tempos, isto é, aquele momento que todos os profetas pregavam e esperavam, e que São Paulo chamou de ‘plenitude dos tempos’ (Gl 4,4). Lucas vê chegada a plenitude dos tempos na Encarnação de Jesus Cristo.

Frei Clarêncio Neotti, OFM

Vigário Paroquial 

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

AGENDA PAROQUIAL 2020