Artigos

Solenidade Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo: “Festa do Rei, festa dos súditos”

A festa de Cristo Rei encerra o Ano Litúrgico. Na verdade, tudo quanto foi feito ao longo do ano deverá ter sido feito “em nome do Senhor Jesus, para a glória de Deus Pai” (Cl 3,17). Todas as coisas e todos os acontecimentos convergem para ele. É essa verdade que a festa de hoje quer celebrar, dando a Jesus o título de Rei do Universo. Ele é o “chefe da nova humanidade” (Ad Gentes, 3), tendo santificado em si mesmo todas as criaturas, chamadas agora a participar de seu reinado, que é um reinado eterno e universal, de verdade, de amor, de justiça e de paz. Quando falamos em nova humanidade, lembramos que Jesus instaurou novo relacionamento entre o Criador e as criaturas. Sendo a primeira das criaturas (Cl 1,15) e sendo Deus ao mesmo tempo, nele Deus “nos abençoou com toda a bênção” (Ef 1,3) e fez-nos inseparáveis de sua glória. Onde está a cabeça está também o corpo. Quando uma cabeça é coroada, é o corpo inteiro que assume o peso e a glória da coroa. Por isso mesmo, a festa de hoje, ao mesmo tempo que celebra a soberania universal de Jesus Cristo, celebra também a nossa corresponsabilidade na construção do Reino dos Céus.

Frei Clarêncio Neotti, OFM